5 dicas para quem planeja comprar um apartamento na planta

5 dicas para quem planeja comprar um apartamento na planta

5 dicas para quem planeja comprar um apartamento na planta

5 dicas para quem planeja comprar um apartamento na planta – Está pensando em comprar apartamento na planta, mas não sabe como funciona esse processo?

Adquirir um imóvel exige algum conhecimento, já que existem práticas burocráticas e outros detalhes que devem ser levados em conta, fazendo com que a negociação ocorra tranquilamente.

Quem já comprou uma casa antes sabe que é preciso tomar alguns cuidados, tanto em termos estruturais quanto com os trâmites envolvidos no processo.

Afinal, por se tratar de um bem de alto custo, o comprador deseja que questões como o georreferenciamento de imóveis urbanos, assim como a escritura da edificação tenham sido feitos e estejam em dia, tornando a compra mais segura.

Com o crescimento urbano de várias regiões do país, tornou-se comum adquirir apartamentos na planta, e essa escolha trouxe como um grande benefício a valorização do imóvel após a sua finalização.

Isso porque quem opta por esse tipo de negociação investe um valor total menor do que quem vai comprar uma unidade já pronta.

Além disso, quando se adquire um apartamento nesse formato, o comprador consegue algumas vantagens extras, tal como escolher a unidade que mais o agrada, no andar de sua preferência.

Desse modo, a compra da sua residência na planta pode ser uma excelente opção. 

Para ajudar você a passar por esse processo de modo consciente, este artigo apresenta 5 dicas importantes, que passam uma noção geral de como ele funciona.

Dica 01: Conheça os trâmites da compra de um apartamento na planta

Toda ação envolve uma série de etapas para ser concluída. Assim como um condomínio precisa investir em um treinamento de combate a incêndio, a compra de um apartamento envolve diferentes trâmites.

Alguns dos principais são:

  • Buscar por um stand de vendas;
  • Conhecer a estrutura do empreendimento;
  • Escolher a unidade desejada;
  • Consultar as opções de pagamento e financiamento;
  • Investir nas reformas e decoração do apartamento.

Ao ter um panorama do processo, você já sabe como se situar e quais caminhos deve tomar para garantir uma compra mais assertiva.

O stand de vendas é o primeiro local onde você deve ir, para se encontrar com o corretor responsável pela venda dos apartamentos daquele condomínio e conhecer mais sobre o empreendimento.

Nessa etapa, você saberá mais sobre como vai funcionar o local, conhecendo as características personalizadas do espaço, desde a existência de áreas de lazer até o uso de energia solar para chuveiro, por exemplo.

Se você aprovar o condomínio de modo geral, assim como a localização dele, o próximo passo é escolher a unidade que mais o agrade.

Nesse caso, você pode preferir um imóvel que fique de frente para a rua, ou que dê acesso aos fundos do condomínio, próximo da quadra, ou da piscina, entre outros.

Depois, o corretor passará as informações financeiras pertinentes, tais como as formas de pagamento, de financiamento, estimativa do valor do condomínio, comissão em cima do valor do imóvel e juros ou taxas de parcelamento.

Com esses dados visíveis, é possível planejar de modo adequado qual será a melhor forma de quitar o imóvel, seja antes da entrega das chaves ou dividindo o valor total no plano de pagamento que mais faça sentido para a sua família.

Com a entrega do imóvel, posteriormente, você precisará cuidar da reforma e da decoração, que podem ser personalizados com o uso de divisória de ambiente de vidro ou qualquer outro item que seja do seu agrado.

Dica 02: Saiba quais são as etapas burocráticas

A compra de um imóvel também envolve uma série de burocracias, envolvendo tanto a comprovação de renda por parte do comprador quanto os registros e documentações referentes ao empreendimento e a cada unidade comercializada pela construtora.

Você deve separar os seus documentos pessoais, e anexá-los ao contrato de compra para garantir a conclusão dessa etapa.

Por parte do vendedor, é preciso juntar ao processo de compra várias outras certificações e declarações envolvendo o empreendimento, desde cadastros na prefeitura da cidade, até matrículas e laudos técnicos.

Apesar de serem procedimentos complicados e muitas vezes exaustivos, todos eles são necessários e trazem mais segurança ao comprador, aos moradores e ao condomínio como um todo.

Por serem ações que possuem exigências complicadas para quem não atua no segmento, o corretor de imóveis é o profissional habilitado para ajudar nessas etapas, tornando a compra do seu apartamento na planta mais simples e compreensível.

Dica 03: Entenda mais sobre o financiamento

Se você vai parcelar o imóvel, é importante conhecer todo o funcionamento de um financiamento, para não ter surpresas ou imprevistos que possam comprometer a sua renda.

No geral, quando você busca um parcelamento a longo prazo, como no caso de um apartamento, é preciso conhecer bem a modalidade que você escolheu, para que possa se planejar e quitar os pagamentos sempre em dia, evitando altos juros.

O corretor deverá apresentar para você a simulação do seu plano de financiamento, mostrando uma programação, mês a mês, com as informações das suas parcelas, indicando o valor e a data de vencimento correspondentes a cada uma delas.

Algumas opções de financiamento permitem a antecipação de pagamentos, abatendo os juros do valor de cada parcela. 

Dessa forma, você consegue adiantar o término da negociação, enquanto economiza o valor dos juros aplicados na mensalidade.

Dica 04: Programe-se para a reforma do imóvel

Quando você realiza a compra de um imóvel na planta, sempre há uma estimativa do prazo de entrega, para que os proprietários possam se organizar, principalmente em relação à reforma da residência.

Isso porque, normalmente, a entrega do apartamento é feita apenas com itens muito básicos, como os azulejos do banheiro e na cozinha, ou com a cobertura das paredes realizada por uma empresa de pintura residencial contratada pela construtora.

A parte hidráulica do local também é entregue em perfeitas condições de funcionamento, já com as torneiras devidamente instalados. 

Caso o proprietário queira um modelo diferente, ele deve realizar a troca posteriormente.

Sendo assim, os elementos que vão personalizar o apartamento são de responsabilidade do comprador, que deve escolher o piso de cada cômodo, assim como adquirir papéis de parede ou outros itens específicos.

A parte elétrica também deve incluir a instalação de lâmpada tubular LED 40W ou de outros tipos, para que o espaço já possa receber as intervenções necessárias.

Se você desejar trocar as portas, ou modificar o teto com aplicação de estruturas de gesso que vão deixar os cômodos mais elegantes, esse pode ser o momento ideal, enquanto a área interna do local está livre para alterações. 

Outro ponto importante é a segurança da residência, principalmente se você tem crianças na família ou animais.

Sendo assim, você deve providenciar a instalação da rede de proteção animal nas janelas do imóvel.

Com isso, você evita quedas de podem ser fatais, além de impedir que as crianças joguem objetos para fora do apartamento.

Depois da reforma concluída, você já pode começar a decorar do seu imóvel, sendo essa a fase final antes de se mudar para a nova casa.

Dica 05: Escolha a decoração do seu apartamento

Com a reforma concluída, chega o momento mais esperado pelos proprietários, a decoração da casa.

Escolher cada elemento que vai compor os cômodos do apartamento é uma tarefa interessante, que permite criar ambientes aconchegantes e bonitos.

Isso inclui, por exemplo, a aplicação de película para vidro de janela, que podem conter a incidência de luz natural no espaço, garantindo uma sensação confortável para quem vai dormir ali.

Os móveis escolhidos também devem ser elegantes, criando uma decoração mais agradável para o apartamento.

Nesse sentido, é cada vez mais comum que os compradores de apartamentos na planta negociem um bônus no fechamento de contrato, que pode ser um equipamento doméstico ou a instalação de armários planejados em um dos cômodos.

Você pode aproveitar esse benefício e optar pela contratação de uma loja de móveis sob medida, fazendo com que os seus cômodos sejam beneficiados com um mobiliário feito para otimizar o espaço e garantir a beleza da sua casa.

Também é importante se preocupar com os detalhes, tais como a colocação de cortinas ou persianas, tapetes e outros elementos que tornem a casa mais organizada.

Depois de todos os elementos devidamente organizados, é possível mudar definitivamente para o seu apartamento, desfrutando de ótimas instalações e aproveitando as vantagens do condomínio.

Considerações finais

Comprar um apartamento na planta é a solução ideal para quem pode esperar alguns meses pela entrega do imóvel, colhendo benefícios por isso.

Além da valorização do local, você pode cumprir as etapas da compra de modo gradativo e personalizável, alinhando o orçamento da sua família com a aquisição da residência dos seus sonhos.

Sendo assim, ao entender mais sobre como funciona cada fase da compra, você já pode começar a procurar o seu apartamento na planta e escolher o que mais gostar de maneira consciente e organizada.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.