A importância da reserva de emergências para quem mora de aluguel

A importância da reserva de emergências para quem mora de aluguel

A importância da reserva de emergências para quem mora de aluguel

A importância da reserva de emergências para quem mora de aluguel – Você sabe o que é reserva de emergência e por que ela pode ser um recurso indispensável para a sua família?

Em épocas de crise econômica, é muito comum que as pessoas encarem dificuldades financeiras, incluindo a perda de emprego.

Com um cenário ruim desses, é preciso garantir que haja uma reserva de valores para que você possa arcar com as despesas da sua casa sem passar por apuros ou ter que se endividar.

Para quem mora de aluguel, essa realidade é ainda mais difícil. Afinal, com um valor fixo mensal, que pode ser muitas vezes o maior gasto de uma família, é necessário garantir o pagamento da mensalidade em dia.

Sendo assim, se você está financeiramente tranquilo hoje, investindo em melhorias no imóvel, tal como a instalação de uma rede de proteção para gatos, esse pode ser o momento ideal para iniciar a sua reserva de emergência.

Isso porque, em caso de perda de renda, certamente você teria que abandonar a casa onde está morando, gerando ainda mais custos e perdendo uma série de vantagens que estão presentes na sua residência atual.

Sendo assim, é de grande importância que as famílias que moram de aluguel atualmente montem a sua reserva de emergência. Quer saber o motivo? Então siga na leitura deste artigo e conheça a resposta.

O que é uma reserva de emergência?

Se um profissional que utiliza um grampeador pneumático precisar atender a um serviço fora do seu estabelecimento, ele deverá levar o seu equipamento juntamente com os grampos que serão utilizados no local.

Como imprevistos podem acontecer facilmente, o ideal é que ele nunca leve a quantidade exata de itens que ele vai precisar. Sendo assim, ele deve carregar grampos extras para prestar o atendimento.

Afinal, se ele não conseguir atender a demanda, certamente ele sairá do local sem o seu pagamento e, com isso, terá se prejudicado, seja com o cancelamento do serviço ou com prejuízo de deslocamentos desnecessários.

A reserva de emergência segue a mesma lógica: se você mora de aluguel e sabe que precisa realizar o pagamento sempre em dia, é indicado ter uma quantia extra separada para cobrir imprevistos.

Há uma série de situações que podem comprometer o pagamento do seu aluguel em dia, tais como:

  • O atraso no recebimento do salário;
  • A perda inesperada de emprego;
  • O surgimento de gastos emergenciais;
  • Ser assaltado;
  • Entre outros fatores.

A reserva de emergência é um modo seguro de garantir que o seu aluguel esteja sempre em dia.

É indicado que, ao decidir construir a sua reserva, você garanta a quantia referente a, no mínimo, seis meses das suas contas fixas e de gastos variáveis mensais, como os de alimentação, medicamentos e locomoção.

Mas, se for possível, é ideal que você separe o equivalente a um ano de despesas mensais.

Afinal, se a rede de proteção animal do imóvel que você aluga precisar de manutenção, você deverá resolver essa necessidade rapidamente, principalmente porque ela envolve a segurança dos seus entes queridos.

Sendo assim, a reserva de emergência pode ser uma solução para diferentes situações que deixem uma família vulnerável e, por isso, você deve começar a guardar a quantia necessária o quanto antes.

Quando a reserva de emergência pode ser utilizada?

A função principal de uma reserva de emergência é garantir o pagamento dos seus custos quando ocorre a interrupção da entrada de renda, integral ou parcial, na sua casa.

Em vez de recorrer ao uso do cartão de crédito, do cheque especial ou contratar um empréstimo pessoal para comprar um filtro manga, você deve utilizar parte da sua reserva para essas situações.

Nesse sentido, a quantia guardada deve ser o meio de promover a quitação dos seus débitos, sem que você precise se endividar para isso, gerando dores de cabeça.

Até porque o juros e multas envolvidos na contratação de algumas soluções financeiras, geralmente oferecidas pelos bancos ou outras instituições de crédito, podem ser altíssimos e trazer ainda mais prejuízos para a sua família.

Sendo assim, você pode utilizar a sua reserva de emergência para demandas que sejam realmente necessárias, mas sempre buscando solucionar o problema da entrada de renda na sua casa o mais rápido possível.

Isso quer dizer que você não deve ter a reserva como uma poupança que vai arcar com os seus gastos, mas sim como um recurso para resolver situações emergenciais.

Você também não deve utilizar o valor para ir ao cinema ou jantar fora, por exemplo, mas pode investir uma determinada quantia para trocar uma lampada led tubular 40w que queimou na sua residência.

Em resumo, é possível dizer que você deve usar a reserva de emergência para garantir o bem-estar da sua família, ao mesmo tempo em que busca maneiras rápidas de solucionar o seu impasse financeiro.

Perda de emprego

É uma situação comum que a renda total de uma casa seja composta por mais de uma pessoa, já que há famílias que possuem altos custos de vida.

Sendo assim, se um dos seus integrantes é demitido, certamente o valor de entrada mensal vai ser bastante reduzido, impactando diretamente no pagamento do aluguel e de outras contas da sua casa.

Nesse caso, você pode recorrer à sua reserva de emergência para cobrir os gastos básicos da sua família, evitando que os altos juros e multas possam tornar a situação ainda pior.

Enquanto isso, utilize a situação como motivação para alcançar a sua recolocação no mercado de trabalho, evitando gastar todo o valor separado para imprevistos.

Desse modo, vai ser mais fácil e rápido repor a quantia que foi utilizada no período em que você estava desempregado, complementando sua reserva emergencial.

Reformas no imóvel

Se ao conversar com o proprietário da casa onde você mora, vocês decidiram investir na instalação do sistema de placa solar para residência que vai ser um meio de trazer redução de custos para a sua família, utilize a sua reserva.

Até porque se você receber um bom desconto para o pagamento do serviço à vista, essa se torna uma ótima oportunidade para trazer melhorias ao imóvel sem que você entre em uma dívida por longos meses.

Algumas reformas na casa que você aluga podem ser fundamentais para garantir a segurança da sua família.

Se a escada em L da residência está precisando de manutenção, você deve considerar a utilização de parte da sua reserva para fazer os ajustes necessários no item e deixar a casa mais segura.

Outras situações emergenciais

Se você mora de aluguel e perde o seu emprego, provavelmente a primeira preocupação que você tem é a de como vai pagar as suas contas em dia.

Por isso, a reserva de emergência é o caminho ideal para quem não quer ficar descoberto em caso de desemprego e, assim, entende a necessidade de separar um valor mensal para isso.

Se você passou por um assalto no seu imóvel e justamente por esse motivo reconhece que a casa onde você mora deve receber melhorias, uma das possibilidades para resolver esses problemas é optar pelo uso da reserva.

Trocar o portão da sua casa, instalar cercas elétrica e pelicula fume, adquirir câmeras de segurança e monitoramento são algumas das alternativas para deixar a sua casa protegida.

Outra situação que pode ocorrer em qualquer residência é ter que investir a reserva de emergência em quadros de saúde, que vão exigir gastos extras com remédios e contratação de especialistas.

Além de amparar os membros da sua família, você consegue promover melhores condições de se cuidar da saúde, para que a recuperação seja mais rápida e tranquila.

Benefícios da reserva financeira

Quem mora de aluguel conhece os desafios enfrentados por aqueles que assumem um contrato de locação por um determinado período, correndo o risco de ter que pagar multa caso seja preciso rescindir o contrato.

Mas, criar a sua reserva de emergência traz vantagens para a sua família, garantindo o pagamento da locação em dia, assim como trazendo tranquilidade mesmo em questões imprevistas.

É cada vez mais comum que, ao criar a reserva de emergência, o responsável pelos cuidados com o orçamento da casa decida aplicar o valor em algum tipo de investimento, que devolve ao cliente uma quantia maior do que a atual.

Com isso, ao mesmo tempo que você aprende a poupar parte do seu salário para construir a sua reserva de emergência, você consegue obter pequenos lucros com ela, fazendo com que a sua família seja beneficiada.

Desse modo, você vai garantir que o seu aluguel esteja sempre quitado, enquanto busca novas oportunidades para garantir uma boa renda e continuar mantendo o seu padrão de vida adequado.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.