Alta no financiamento aquece o mercado imobiliário

Alta no financiamento aquece o mercado imobiliário

Alta no financiamento aquece o mercado imobiliário

Alta no financiamento aquece o mercado imobiliário

As mudanças entrarão em vigor em 1° de janeiro de 2019

Alta no financiamento aquece o mercado imobiliário – A partir de janeiro, trabalhadores poderão financiar nos imóveis pelo FGTS até R$ 1,5 milhão. A elevação para R$ 1,5 milhão do teto permitido para o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço na compra da casa própria coloca 75% dos imóveis à venda na cidade sob alcance do financiamento ao todo, são mais de 100 mil apartamentos e casas disponíveis.

Hoje, o limite do valor do imóvel que pode ser financiado pelo Sistema financeiro Habitacional (SFH) – que permite usar os recursos FGTS – é de R$ 950 mil em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal. Nos demais estados, R$ 800 mil. A partir de 2019, será de R$ 1,5 milhão em qualquer lugar do país.

As mudanças entrarão em vigor em 1° d janeiro de 2019, mas merecem ser observadas por quem está planejando comprar um imóvel. A notícia é positiva, para quem está querendo comprar imóveis mais caros, acima de R$ 1 milhão.

Para o diretor executivo da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Miguel José Ribeiro de Oliveira, a mudança permitirá que uma fatia maior de imóveis seja adquirida com o FGTS e aumentará o universo de potenciais compradores.

“Nas grandes cidades houve valorização dos imóveis e com valores de financiamento baixos se tornava difícil fazer a aquisição”, destaca. Eles ressaltam, entretanto, que ainda é cedo para avaliar os impactos das medidas no volume de crédito concedido e nas taxas de juros praticadas pelo mercado.