Como avaliar as condições de um imóvel - Pondere antes de negociar

Como avaliar as condições de um imóvel

Como avaliar as condições de um imóvel

Confira o que deve se levar em conta antes da decisão de onde morar

Como avaliar as condições de um imóvel  – Avaliar o bairro e os arredores de um imóvel, conhecer a estrutura de um condomínio ajudam a garantir uma escolha mais certeira para comprar ou alugar.

O principal fator é avaliar a localização, se ela irá atender as necessidades do cotidiano do possível morador, proporcionando uma boa qualidade de vida.

É aconselhável analisar os pontos comerciais da região, se há serviços como escolas e hospitais, distância para o trabalho e acessibilidade para transporte.

Outra questão importante é a segurança. Conversar com os possíveis vizinhos é uma forma de avaliar se o condomínio tem uma boa proteção com monitoramento de câmeras 24h, se o bairro tem histórico violento.

Um dos aspectos mais requisitados é a posição do imóvel, e se ele é arejado e iluminado.

Visitar o imóvel é parte fundamental, essa é hora não apenas de analisar tudo dentro do apartamento, mas também de saber se é o lugar que vai se sentir bem e feliz. Mas, além da sensação, alguns aspectos práticos devem ser avaliados. Deve-se levar em consideração as necessidades dos moradores que irão morar ali. Então avaliar se o espaço vai comportar todas as pessoas que vão morar na casa é fundamental. Número de quartos, espaço, armários, cada detalhe pode fazer a diferença porque cada sabe o que precisa para viver bem. 

É de extrema importância se atentar à infraestrutura do imóvel para que possa evitar gastos e estresse futuramente. Por isso, avalie a parte elétrica e hidráulica, tubulação e esgoto. Veja se há infiltrações, as condições dos armários e portas, e etc.

Além do imóvel, estude as condições do condomínio em que ele estiver inserido. Veja se há área de lazer com piscina, salão de jogos, quadras, salão de festas, o que contribui para uma melhor qualidade de vida. Confira as regras do condomínio, se estão alinhadas com a cultura de uma boa convivência e também os direitos e deveres dentro do empreendimento.

Fonte: Revista Zap Imóveis