Como se organizar financeiramente durante a pandemia

Como se organizar financeiramente durante a pandemia

Como se organizar financeiramente durante a pandemia

Como se organizar financeiramente durante a pandemia – A pandemia do novo Coronavírus não era esperada por ninguém. Com a quarentena decretada em diversas cidades no País, muitas pessoas tiveram as suas finanças impactadas.

A organização contábil de uma família, ou mesmo de uma empresa, sempre foi um assunto de grande importância. 

O cuidado e a responsabilidade com o orçamento pode ser a melhor maneira de evitar dívidas e prejuízos para as pessoas. 

Saber quanto e como se gasta o dinheiro recebido mensalmente para as despesas pessoais é o primeiro passo para controlar melhor as finanças, e garantir maior consciência na hora de fazer compras de itens básicos e importantes. 

Se uma família precisa realizar a manutenção de vidros blindados, por exemplo, ela deve tomar algumas precauções, de modo a optar por um bom serviço sem ter que pagar um alto valor por ele, principalmente na situação atual, onde é preciso economizar. 

Isso vale tanto para quem precisa adquirir produtos, quanto para quem precisa recorrer a variados serviços. 

Sendo assim, é indispensável conhecer algumas dicas financeiras que podem auxiliar a sua família neste momento de pandemia, onde é possível que a entrada de dinheiro seja menor, e o preço de vários itens aumente. 

Para conhecê-las, siga na leitura deste artigo para saber quais delas podem ser aplicadas no seu lar, otimizando o salário e garantindo o bem-estar da sua família. 

Os problemas financeiros que podem ser vistos durante a pandemia

Além dos vários prejuízos para a saúde da população, a pandemia pode oferecer riscos financeiros para diversas famílias. 

Eles atingem os mais diversos tipos de trabalhadores, sejam eles:

  • Assalariados;
  • Comerciantes;
  • Profissionais liberais;
  • Autônomos;
  • Freelancers;
  • Entre outros profissionais.

Isso quer dizer que, grande parte dos profissionais, sejam eles técnicos em licença cetesb ou donos de uma loja de artigos esportivos, terão as suas finanças impactadas.

Além da quantidade de desempregados, que aumenta com o passar dos dias, a diminuição da renda pode afetar várias famílias. 

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), quase 12 milhões de pessoas estão desempregadas no Brasil atualmente, e 38 milhões vivem de trabalhos informais. 

Isso quer dizer que os profissionais que atuam em diversas frentes precisarão se organizar financeiramente para conter grande parte dos seus prejuízos, encontrando alternativas para gerar renda e diminuir os seus gastos. 

Além do desemprego, outro problema muito comum é o aumento dos preços, que podem ocorrer pela dificuldade de abastecimento de estoques, ou pela redução da produção de fábricas e indústrias. 

Por isso, é fundamental aplicar algumas estratégias que podem trazer benefícios na organização financeira da sua família, de modo que ao precisar realizar a troca de óleo lubrificante audi, por exemplo, você consiga um bom custo-benefícios para o seu bolso. 

Como organizar as suas finanças em tempos de pandemia

Com o risco de ter a sua renda reduzida, as pessoas buscam meios de garantir que nada falte em casa. 

Isso quer dizer que elas recorrem à alternativas financeiras que podem ajudar a passar por esse período sem grandes prejuízos. 

É fundamental conhecer algumas dicas importantes, seja você um trabalhador assalariado ou um empresário que trabalhe com outorga de poço artesiano, já que a pandemia vai impactar os mais diversos profissionais. 

Dica 1: Conheça seus gastos e os seus ganhos

O primeiro passo para organizar as suas finanças é saber exatamente o valor recebido, e conhecer os principais gastos da sua família. 

As contas de consumo, como as de água e energia elétrica, assim como o aluguel do imóvel são indispensáveis, e devem ser priorizadas dentro do seu orçamento. 

Existem também alguns gastos que podem ser eliminados, de acordo com as necessidades da família.

Pode ser interessante listá-los, de modo a ter uma visão geral dos seus custos e entender quais deles serão mantidos. 

Dica 2: Corte ou adie despesas que não sejam essenciais

Algumas despesas são essenciais para as famílias, o que quer dizer que elas não podem ser cortadas do seu orçamento.

A compra de produtos alimentícios, uma emergência animal, e uma urgência doméstica são alguns exemplos práticos disso. 

Porém, há uma série de gastos que podem ser retirados do seu horizonte nesse momento de crise, dando um fôlego maior para as suas finanças. 

Sendo assim, se estava planejado adquirir um novo automóvel ou mudar o equipamento de ar-condicionado da casa, é importante adiar essas aquisições que podem gerar gastos extras nesse período. 

Dica 3: Pesquise antes de adquirir novos produtos ou serviços

É fundamental recorrer a produtos ou serviços com valores menores em épocas de crise. Por isso, se você precisa realizar uma troca de óleo para motos, é indicado fazer pesquisas antes de realizar o procedimento. 

Com isso, você consegue preços mais vantajosos, que vão ajudar na economia financeira da sua casa.

Isso pode ser feito por meio de ligações para os diferentes estabelecimentos de um segmento, ou aproveitar para realizar buscas na internet, encontrando opções econômicas que podem ser recebidas diretamente na sua casa. 

Dica 4: Faça estoque de produtos com moderação

Em épocas de pandemia, muitas famílias decidiram manter a sua despensa abastecida, tanto pelo receio de faltar produtos nas prateleiras de supermercados, quanto para evitar sair de casa nesse momento de crise. 

Por isso, uma dica importante é fazer as suas compras de maneira a manter o estoque na sua casa com alguma folga, mas sem exageros. 

No momento de adquirir um grande número de mantimentos, o comprador pode gastar mais do que o indicado para as suas finanças; comprometendo o seu orçamento ou tomando uma grande parte do crédito do seu cartão. 

Sendo assim, é fundamental adquirir os artigos essenciais para a sua casa de maneira moderada. 

Dica 5: Fique atento aos prazos de validade

Ao realizar uma compra grande de itens de alimentação ou de uso pessoal, é importante ficar atendo ao prazo de validade de diversos produtos, para que o consumo seja feito dentro do período recomendado. 

Assim, você evita o prejuízo de ter mantimentos vencidos na sua despensa, além de garantir o consumo de itens que estão frescos e podem ser ingeridos sem problemas. 

Dica 6: Negocie dívidas ativas

Se você possuía dívidas ativas antes dessa pandemia, é fundamental negociá-las para não correr o risco de ter o seu nome incluído em listas de inadimplência. 

Assim, se você realizou a instalação do kit gnv 5 geração no seu automóvel com o pagamento parcelado, é indicado que você entre em contato com o estabelecimento, e verifique maneiras de realizar a quitação dessa despesa sem prejudicar o seu orçamento. 

Desse modo, além de conseguir realizar o pagamento em dia, você garante que a loja não seja prejudicada, e possa contar com a entrada de valor referente à sua aquisição. 

Dica 7: Dê preferência para pagamentos à vista

É importante não fazer novas dívidas nesse momento. Isso quer dizer que, se você precisou recorrer a um mecânico para verificar o que estava ocorrendo no seu carro com barulho, dê prioridade para o pagamento à vista. 

Além de evitar que mais uma parcela faça parte do seu orçamento mensal, você pode conseguir um desconto atrativo para essa forma de pagamento. 

Dica 8: Comece a sua reserva financeira

Uma dica fundamental para todas as famílias sempre foi ter uma reserva financeira, onde o valor referente a seis meses das despesas da casa esteja guardado para situações inesperadas. 

Aproveitando o momento para economizar com as compras e os serviços que não são essenciais; todo o valor da sua renda que sobrou ao final do mês deve ser guardado, criando uma reserva para a sua família. 

Essa deve ser uma ação recorrente no seu lar, e pode ajudar de maneira importante em épocas de crise. 

Dica 9: Tenha atitudes econômicas dentro da sua casa

Economizar sempre foi a meta de muitas pessoas. Diminuir os custos das contas de energia elétrica ou de água é importante para que as contas não excedam os valores estabelecidos para os custos mensais de uma família. 

Em tempos de pandemia, é fundamental que você reforce essas práticas dentro do seu lar; evitando que o consumo de serviços básicos na quarentena seja muito maior do que o previsto. 

Isso pode ser feito ao se lembrar de desligar as luzes de cômodos que não estão sendo ocupados; assim como fechar as torneiras da casa adequadamente; e juntar uma quantidade maior de roupas para lavar de uma só vez, por exemplo. 

Evitar desperdícios com alimentos também é bastante importante. Por isso, você pode aproveitar as sobras das refeições para fazer algumas receitas diferenciadas, garantindo uma boa alimentação para a sua família. 

Ao adotar as dicas mencionadas neste artigo no momento atual de pandemia, você não só garantirá que as suas finanças sejam menos impactadas, como promoverá o bem-estar da sua família em tempos de quarentena.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.