Condomínios reduzem despesas com ações sustentáveis

Condomínios reduzem despesas com ações sustentáveis

Condomínios reduzem despesas com ações sustentáveis

Condomínios reduzem despesas com ações sustentáveis

A comercialização de prédios sustentáveis crescem na medida em que é desmistificada a ideia de inacessibilidade de construções sustentáveis

Condomínios reduzem despesas com ações sustentáveis –  Responsabilidade com o meio-ambiente é uma tendência em todas as áreas de atuação no mundo. E não poderia ser diferente no mercado imobiliário brasileiro e capixaba. Apesar de recente, a prática da comercialização de prédios residenciais sustentáveis tem um crescimento exponencial, que ocorre na medida em que é desmistificada a ideia de inacessibilidade de construções sustentáveis.

Um estudo realizado pela Universidade de Harvard apontou que os ganhos financeiros relacionados às mudanças climáticas e à melhoria com saúde e bem-estar oferecidos pelos edifícios sustentáveis são de US$ 16,05 por metro quadrado. Nesse cenário, de 2007 a 2016, o Brasil gerou uma economia total de US$ 348 milhões, sendo US$ 251 milhões em economia de energia.

O Brasil possui atualmente 1.302 projetos de construção registrados e, desse total, 489 são certificados como construções sustentáveis. O número coloca o país na 4ª colocação do ranking mundial de edificações com a certificação Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), certificação renomada no mercado imobiliário internacional, presente em 167 países.

Condomínios sustentáveis

Em termos básicos, um empreendimento sustentável possui recursos para reutilização e captação de água, telhados verdes e elementos de iluminação para economia de energia, e implementação de medidas que possibilitam uma coleta seletiva inteligente em todo o condomínio. Além disso, também há outros recursos mais avançados que tornam a construção ainda mais sustentável.

De acordo com o proprietário da MGM Administradora de Condomínios, Glauco Marinho, os condomínios sustentáveis no Espírito Santo têm ganhado força com a forte presença da automação nos empreendimentos. Segundo dados da Associação Brasileira de Automação Residencial (Aureside), os serviços de automação cresceram 300% nos últimos quatro anos e devem continuar crescendo 12,5% ao ano até 2023, podendo movimentar cerca de U$ 78 bilhões.

Fonte: https://www.folhavitoria.com.br/economia/noticia/04/2019/especial-mercado-imobiliario-condominios-reduzem-despesas-com-acoes-sustentaveis