Etage - Empresa brasileira, localizada no ABC Paulista.

Etage

Etage

Etage

Empresa brasileira, localizada no ABC Paulista.

Etage – Fundada em 1996, é uma empresa brasileira, localizada no ABC Paulista, um dos principais centros industriais da América Latina.

Oferece soluções de alta qualidade e desempenho para os mercados de Siderurgia, Petroquímica, Petróleo e Gás Natural, entre outros. A empresa investe continuamente desenvolvendo tecnologia e expandindo sua capacidade de produção para atender novos segmentos.

Com excelência humana e tecnológica, a ETAGE aplica a engenharia na elaboração de projetos e desenvolvimento de produtos a partir da usinagem de alta precisão e tecnologia em materiais. Atua no mercado interno e externo com seriedade e compromisso, contribuindo para elevar o conceito da indústria brasileira em mercados internacionais.

É assim que a ETAGE vem construindo sua história e desenvolvendo relacionamentos de respeito e ética com seus fornecedores, clientes, colaboradores e com a sociedade.

São Paulo, centro financeiro do Brasil, está entre as cidades mais populosas do mundo, com diversas instituições culturais e uma rica tradição arquitetônica. Há prédios simbólicos como a catedral neogótica, o Edifício Martinelli, um arranha-céu inaugurado em 1929, e o Edifício Copan, com suas linhas curvas projetadas pelo arquiteto modernista Oscar Niemeyer. A igreja em estilo colonial do Pátio do Colégio marca o local onde os padres jesuítas fundaram a cidade em 1554. 

A cidade é a 8.ª mais populosa do planeta e sua região metropolitana, com cerca de 21 milhões de habitantes, é a 10.ª maior aglomeração urbana do mundo. A capital paulista também possui um caráter cosmopolita, dado que, em 2016, possuía moradores nativos de 196 países diferentes. Regiões ao redor da Grande São Paulo também são metrópoles, como CampinasBaixada Santista e Vale do Paraíba; além de outras cidades próximas, que compreendem aglomerações urbanas em processo de conurbação, como Sorocaba e Jundiaí. Esse complexo de metrópoles — o chamado Complexo Metropolitano Expandido — chegava a 33 milhões de habitantes em 2017 (cerca de 75% da população do estado[23] e 12% da população do país) formando a primeira megalópole do hemisfério sul, responsável pela produção de 80% do PIB paulista e de quase 30% do PIB brasileiro.