Home & Share ganha força como tendência do futuro

Home & Share ganha força como tendência do futuro

Home & Share ganha força como tendência do futuro

Home & Share ganha força como tendência do futuro

Segundo projeções da consultoria PwC, a economia compartilhada deverá movimentar mundialmente US$ 335 bilhões em 2025

Home & Share ganha força como tendência do futuro – Você já ouviu falar em Home & Share? O conceito, muito difundido na Europa e nos Estados Unidos, é recém chegado ao Brasil, mas já apresenta indícios de que é forte tendência do futuro. Trata-se de um modelo de espaço compartilhado mais evoluído entre vizinhos, acrescentando veículos e até apartamentos. A ideia é ressignificar o consumo, tornando-o inteligente e sustentável.

Os exemplos de compartilhamento são variados. Há prédios que possuem espaços coletivos para lavanderia, áreas gourmet e até coworking. Sem contar o compartilhamento de carros, motos e bicicletas. Essa tendência atende uma demanda interessada em economia, reutilização e compartilhamento de recursos.

Segundo projeções da consultoria PwC, a economia compartilhada deverá movimentar mundialmente US$ 335 bilhões em 2025. O número estimado é 20 vezes maior do que o registrado em 2014, quando houve movimentação de US$ 15 bilhões do setor. Especialistas afirmam que o segmento tem potencial para contribuir com mais de 30% do Produto Interno Bruto (PIB) do setor de serviços no Brasil.

Experiência

A experiência de compartilhamento de bens ou serviços já tem presença forte no mercado imobiliário. Cada vez mais são vistas novas propostas para se viver em condomínios totalmente adaptados para compartilhamentos.

Segundo o proprietário da MGM Condomínios, Glauco Marinho, o perfil Home & Share já está inserido em alguns empreendimentos da Grande Vitória. “Vários condomínios já possuem sala de ferramentas, salas de entregas de mercadorias, bicicletários com veículos do próprio condomínio, lavanderia, dentre outros. E tudo é feito com muita organização”.

Marinho ressalta que o público jovem é o mais interessado nesse modelo de compartilhamento. “A juventude dos dias atuais está sempre em movimento e, muitas vezes, não deseja ficar em um só lugar. Eles querem apartamentos pequenos, com um ou dois quartos, e que o condomínio ofereça serviços e ferramentas que podem ser utilizadas por um período e depois devolvidas. São coisas que você abre mão de ter em casa, porque o prédio já oferece; explica.

Fonte: https://www.folhavitoria.com.br/economia/noticia/04/2019/especial-mercado-imobiliario-home-share-ganha-forca-como-tendencia-do-futuro