London Green Barra da Tijuca Rj. Muller Imóveis Rj.

London Green Barra da Tijuca

Casa Santa Mônica Jardins

London Green Barra da Tijuca

O condomínio possui apartamentos com 2,3,4 e 5 quartos

London Green Barra da Tijuca – O condomínio London Green possui segurança, conforto e mais de 20 Itens de lazer. Deixe-se levar por uma forma tranquila de se viver. O condomínio possui apartamentos com 2,3,4 e 5 quartos. A apenas 5 minutos da praia, com excelente localização, próximo a shoppings e comércio variado.

Área de lazer

Academia, bar, churrasqueira, deck Molhado, espaço gourmet, ônibus, piscina, piscina infantil; playground, quadra de tênis, quadra poliesportiva, sala de internet, sala de jogos, salão de festa, sauna seca, sauna vapor, SPA.

Barra da Tijuca

A região da Barra era originalmente um imenso areal, assentada sobre uma ilha barreira, com vegetação rasteira típica de restinga. A área, cheia de alagadiços e imprópria para o plantio, permaneceu desocupada até meados do século XX, sendo frequentada apenas por pescadores. No ano de 1667; a região foi doada a religiosos beneditinos, que implantaram engenhos apenas nos bairros de Camorim, Vargem Pequena e Vargem Grande.[8]

Em 1900, as terras da Baixada de Jacarepaguá foram vendidas para a Empresa Saneadora Territorial e Agrícola S.A. (ESTA), ainda hoje grande proprietária de terras na área. A concentração de grandes extensões de terras em mãos de poucos foi uma das causas do crescimento tardio, além da dificuldade de acesso à região; por estar separada do restante do município por grandes cadeias montanhosas, com picos que variam de 800 a 1 200 metros.

A ocupação efetiva da região deu-se inicialmente pelas suas extremidades, tanto no atual Jardim Oceânico quanto no Recreio dos Bandeirantes, que possuem as mesmas regras urbanísticas e limites de construção; diferenciados de todo o restante da região. Para atender aos novos loteamentos do Jardim Oceânico, foi construída; pela iniciativa privada, a Ponte Nova sobre a lagoa da Tijuca.

O grande marco do início do desenvolvimento da Barra, no entanto, se deu na administração do governador do estado da Guanabara Negrão de Lima, que encomendou, ao urbanista Lúcio Costa; um projeto urbanístico para a região. O Plano Piloto da Barra da Tijuca de 1969, similar ao Plano Piloto de Brasília; de inspiração no urbanismo racionalista, com grandes avenidas e grandes espaços abertos, marcou definitivamente o início do estilo de vida peculiar da Barra.