Matrícula do imóvel conheça, e pode ser fundamental para negociação.

Matrícula do imóvel – confira

Matrícula do imóvel conheça

Matrícula do imóvel conheça.

Documento contém todas as informações sobre o bem.

Matrícula do imóvel conheça, e pode ser fundamental para que uma negociação não termine com problemas.

Assim como as pessoas, os imóveis também possuem um documento que serve como uma certidão de nascimento. A matrícula de imóvel é onde ficam registradas todas as informações importantes sobre ele, como a existência do bem, a descrição, medidas de compra e venda, hipoteca, inventários, doações, detalhes sobre o proprietário, ações judiciais, entre outras.

Ela fica registrada no cartório de Registro de Imóveis e é essencial para que todo o histórico do imóvel esteja disponível e, desta forma, evitar qualquer tipo de transtorno na hora da compra e venda de uma casa, apartamento ou terreno. Consultar este tipo de documento pode garantir uma negociação com menos riscos.

Matrícula do imóvel conheça

Numero de atribuição

Cada imóvel tem um número atribuído a ele registrado no cartório da região à qual ele pertence e tudo que acontecer com ele deve ser registrado neste documento; é onde fica armazenado todo o histórico do imóvel; desde o seu primeiro registro.

“Seja uma venda, uma permuta, uma incorporação; tudo que será feito com o imóvel precisa ser registrado na matrícula, todo o histórico do imóvel aparece neste documento. Ela serve para terrenos ou para imóveis edificados”, explica Thiago Melo; vice-presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Pernambuco (Ademi-PE).

Matrícula do imóvel conheça

A matrícula é um documento que serve como garantia de toda a movimentação que for feita com o imóvel. Além de todas as informações sobre compra, venda; permuta ou incorporação; ela também reúne outros dados de extrema importância para serem analisados na hora de fazer qualquer negociação com o imóvel.

“Se existe algum problema na Justiça que envolva esse imóvel ou se ele tiver sido dado como garantia em alguma transação bancária; isso tudo vai constar na matrícula, permitindo que um possível comprador tenha acesso a esse tipo de informação e analise se vale a pena seguir com o processo em relação ao bem”; explica Thiago Melo.