Panorama do mercado imobiliário - Informação sobre o setor de habitação

Panorama do mercado imobiliário

Panorama do mercado imobiliário

Já se vislumbra o mercado novamente no ciclo virtuoso de crescimento.

Panorama do mercado imobiliário – No dia 13/02/2020, aconteceu no Rio de Janeiro, mais uma edição do Panorama do Mercado Imobiliário. O evento se destaca como uma das principais fontes de informação sobre o setor de habitação que beneficiou, ao longo dos últimos 10 anos, inúmeros consumidores e empresários após terem acesso aos conteúdos estratégicos divulgados. 

O grande destaque do ano passado foi a acurada análise quanto aos primeiros sinais de recuperação do mercado imobiliário. Esse ano, as notícias foram ainda mais positivas, em que já se vislumbra o mercado novamente no ciclo virtuoso de crescimento.

O evento trouxe uma visão ampla além de dados numéricos sobre os gastos de locação e venda, tanto na cidade do Rio de Janeiro como um todo, quanto na divisão pelas Zonas Sul, Norte, Central e Oeste.

Segundo Claudio Hermolin, presidente da ADEMI-RJ, após o pior ano para o mercado em 2017, a recuperação mais acentuada se deu para os imóveis mais caros; acima de 1,5MM, contemplados pelo sistema de financiamento SFI, principalmente na Zona Sul; onde surpreendentemente apresentou maior número de lançamentos que na tradicional Zona Oeste, histórica região de crescimento da cidade.

Outra novidade foi a apresentação da Zona Central como região com potencial crescimento residencial, devido a aprovação do novo Código de Obras e Edificações do Rio através da Lei Complementar nº 198 de 2019 que flexibilizará a transformação de empreendimentos comerciais em mistos (comercial e residencial), além do reaproveitamento de imóveis antigos para revitalização.

O evento também contou com a participação do Mauro Dahruj; sócio da Hedge Investments, fundo de investimento imobiliário. Foi apresentado ao público o bom cenário para este tipo de investimento devido ao alto número de imóveis de estoque disponível no mercado; sem a previsão de muitos lançamentos num futuro próximo; justamente devido ao freio deste mercado de novos nos últimos anos de crise. 

Segundo Mauro, além do cenário favorável, este tipo de investimento tem dentre suas vantagens a alta liquidez e o benefício fiscal, com isenção de imposto de renda para a pessoa física. Foi apresentado um comparativo com o cenário dos EUA em que mais de 88 MM de americanos investem no mercado imobiliário; frente a 600 mil no Brasil, mostrando um enorme potencial de crescimento deste tipo de investimento no país.

Fonte: Google