| Muller Imóveis RJ Terremoto na Bahia, é o segundo.

Terremoto na Bahia

Terremoto na Bahia

Terremoto na Bahia

É o segundo registro na Bahia em menos de 24h

Terremoto na Bahia – Como diria a parlenda, o domingo “pede cachimbo”. Mas ontem a sensação é de que na verdade a gente é fraco e, literalmente, pode cair num buraco. Se o buraco é fundo, então, “acabou-se o mundo”. Foi o que pensaram os moradores de diversas cidades baianas; após sentirem um terremoto histórico no estado, que abalou casas, pessoas e a fé delas.

Cidade de Castro Alves, na Bahia, vazia após tremor de terra na manhã deste domingo (30) — Foto: Leandro Alves/Blog Bahia10

Um terremoto de magnitude 2,7 foi registrado na Bahia, na cidade de Amargosa, que fica no Recôncavo Baiano, na noite deste domingo (30), segundo cálculos do Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

É o segundo registro de terremoto na Bahia em menos de 24 horas. O primeiro, de magnitude 4,6, aconteceu na manhã deste domingo; na região das cidades de Mutuípe, que fica no Vale do Jiquiriçá; bem próximo do município de Amargosa.

O coordenador do Laboratório de Sismologia da UFRN, que faz o monitoramento dos fenômenos; explicou que o segundo terremoto registrado neste domingo teve baixa magnitude e foi sentido apenas em Amargosa e nas cidades próximas.

“A gente registrou um de magnitude 2.7, na região de Amargosa. Aconteceu às 18h11” afirmou Aderson Nascimento.

“É uma magnitude mais baixo do que a de mais cedo, em Mutuípe, mas o pessoal que está na cidade ou perto, devem ter sentido bem e obviamente quando você já está assustado com a situação de hoje de manhã, você fica psicologicamente abalado”, explicou.

No site do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP), constam nove registros de terremotos nas regiões de Amargosa, todos na manhã deste domingo; com magnitudes de 1,6 e 4,2 respectivamente.

Apavorados

Nos grupos de WhatsApp de Amargosa, uma mensagem do prefeito Júlio Pinheiro tentava tranquilizar a população. “As nossas equipes estão atentas e à disposição para qualquer situação”, dizia no áudio.
Imagens feitas pelo engenheiro da prefeitura em seis residências e na igreja do distrito Corta-Mão evidenciavam rachaduras verticais nas alvenarias; mas a situação não foi considerada grave.

As imagens das câmeras de segurança do Supermercado Silva registraram cenas que viralizaram: produtos das gôndolas chacoalham e caem em pelo menos dois corredores.
Moradores da zona rural, em diversas cidades; relataram o tremor e um estrondo.